Tecnologia do Blogger.

Noites tão diferentes...


_Escova os dentes essa noite não? _Falei.

_Por quê? _Ela respondeu.

_Porque eu gosto de sentir o cheiro do teu hálito de cerveja...

_Você nem gosta de cerveja.

_Mas gosto do cheiro de cerveja que sai de você...

E deitou-se junto a mim, me beijou, e eu adormeci sentindo seu hálito quente e inebriante.

***

_Putz esqueci minha escova de dentes em casa._Outra disse.

_Não tem problema. _Respondi.

_Tô com bafo de cerveja.

_Eu até gosto.

_Você não gosta de cerveja...

_Mas o cheiro me traz lembranças boas..

E deitou-se longe de mim, no colchão que coloquei no chão próximo à minha cama. Mal dava para sentir o hálito de cerveja que tanto gosto... Também, não era mais ela, era outra pessoa. O cheiro poderia ser o mesmo, mas tudo estava mudado.

1 comentários:

Jess Romano 25 de agosto de 2009 15:10  

As vezes as lembranças doem mais que a ausencia. O toque no próprio corpo desperta na mente toda a delicadeza com que a outra nos tocava, e nem mesmo levar a vida o mais normal possivel evita que tenhamos as tais recordações.
Pior ainda é não poder odiar certas coisas que antes - com aquela pessoa - aprendemos a gostar.
"Odeio cigarro... mas o cheiro da fumaça de qualquer desconhecido na rua me faz lembrar dela". Estou aprendendo a seguir com novos gostos e saudades, porque preciso deixar que novas manias sejam adicionadas e que façam parte de mim.
...Cada dia mais achando que você é um outro "eu" inventado. Parabéns pelos posts!
^.^

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário, volte sempre =D

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital