Tecnologia do Blogger.

Lucy Diamond

Este filme tem todos os elementos de um filme para crianças, a única coisa que difere é o romance lésbico entre as protagonistas. É legal, mas é previsivel e com muitas cenas que apelam, não para o sentido sexual, mas fazem muitas referências como se o expectador não pudesse ser capaz de "juntar os pauzinhos".


D.E.B.S

Sinopse: Escaladas pelo governo norte-americano devido à habilidade na arte da enganação e, também, da luta, Amy (Sara Foster), Max (Meagan Goode), Janet (Jill Ritchie) e Dominique (Devon Aoki) integram uma academia de agentes secretos conhecida como D.E.B.S. Essas belas combatentes do crime têm a mais importante das missões: capturar a não menos bela e perigosa Lucy Diamond (Jordana Brewster).

*Comentário: Filme futurista, com muitas cenas impossíveis no mundo real, mas o que prende a atenção mesmo é o romance entre as protagonistas, a delicadeza, os olhares. A Diretora Ângela Robinson teve a sensibilidade de poder passar ao público a mensagem que se o amor for grande, no final tudo dá certo.

Ficha Técnica:
Gênero: Aventura, Romance / Duração:1h:25 / Produção: EUA / Direção: Angela Robinson
Elenco: Sara Foster, Jordana Brewster, Meagan Good, Devon Aoki, Jill Ritchie.

Para baixar:http://www.megaupload.com/pt/?d=NTLOONSL

A atuação de Jordana Brewster é o que salva o filme. Ah uma mulher dessas na minha vida, os olhares, os gestos, tudo o que ela faz é perfeito se comparado à Amy... uma das ùltimas cenas do filme mostra a pegada que a Lucy tem... mesmo se não fosse uma historinha lés, já valeria a pena apenas pela presença de Jordana.
Obs.: Ela tem um rosto perfeito!!!!

Aqui as melhores cenas de Lucy e Amy.



*comentário do filme extraído do site http://paradalesbica.com.br


Agora, depois de se animar com as cenas eu tenho que falar um pouquinho do que eu realmente achei. Primeiro que para uma superorganização a D.E.B.S. é muito mal digamos assim "organizada", as garotas escolhidas não sabem segurar uma arma, ninguém acerta um tiro sequer o filme inteiro, e as cenas de ação são atrapalhadas pelo uso contínuo do Slow motion, quando queremos ver ação, tudo o que temos é uma cena arrastada, tirando toda a graça.

Enfim, o que salva o filme é realmente a Lucy... a mais linda e a que parece ter maior habilidade para cenas de ação.

Atenção para o revirado de olhos dela, muito original. (tô falando sério, não é ironia).

Fiquei indignada porque a Globo cortou as cenas mais "picantes" do filme, deixando ele ainda mais infantil.

Confesso, eu assisti no intercine, *risos*, no lugar de estar estudando, mas já era tarde e eu mal conseguia deixar meus olhos abertos, quanto mais ler alguma coisa, quizá entender, mas aí quando liguei a Tv, o rosto da Jordana me "acordou" e me prendeu, e o sono passou, ai eu poderia continuar a estudar ou assistir Lucy Dimond correndo atrás de Amy, (ah se tivesse correndo atrás de mim...) a decisão foi muito difícil... mas Teoria da Comunicação não faz meu tipo, já a Jordana...


2 comentários:

Anônimo,  12 de julho de 2013 16:00  

amei de paixão o filme faz até a gente sonhar...a jordana poderia fazer outro belo filme como esse ...a propósito como chama essa música que vcs colocaram nesse video...

M.D. 2 de agosto de 2013 17:34  

Também achei o filme super leve e fofinho... ^^

Não fui eu quem fiz a compilação do vídeo, mas a música é essa aqui:

http://letras.mus.br/howie-day/125533/

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário, volte sempre =D

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital