Tecnologia do Blogger.

Ando muito reflexiva ultimamente



Ontem um pouco depois da hora do almoço encontrei uma garota que conheci pouco antes de eu começar a namorar com Lili. Ela namorava quando eu era solteira, e terminou o namoro logo que eu comecei o meu, depois começou o namoro com outra menina logo que eu fiquei solteira, e sempre dizia isso que quando uma estava solteira a outra estava comprometida... Eu nunca a quis, só para deixar claro. Ela terminou o namoro, ficou apaixonada pela professora, namorou outra menina ainda apaixonada pela professora, terminou o namoro, deu em cima de mim, voltou o namoro e ontem quando a encontrei ela foi logo dizendo que estava solteira, como que dizendo "estou disponível" e eu perguntei "E todo aquele amor para sempre?" "acabou". Hmmm, acabou. Como se tudo o que aconteceu e tudo o que ela sentiu por todas essas meninas não tivesse significado nada, acabou, apagou como quem apaga um rabisco de grafite.

A noite encontrei outra menina, uma que eu conheci na primeira vez que sai com Lili, ela namorava uma menina que ainda mora com ela hoje, mas não são mais namoradas, mas "A gente dorme na mesma cama, nua, ai qualquer virada, já viu né", palavras dela, apenas sensações... O jeito como ela falava dos sentimentos, ou melhor, dessas sensações me fez pensar se vale a pena me envolver com alguém, pois parece que todos tem o mesmo pensamento. Ela ainda contou como ficou com outra garota enquanto a namorada estava no quarto ao lado.

Não entendo como podem agir assim, como tudo pode ser tão superficial. Então vejo que na verdade eu quem sou diferente, eu quem amo de mais, apenas eu penso assim. Ainda não encontrei ninguém que concorde comigo, ninguém que não pense somente em sexo, ou que tendo sua namorada, que teóricamente, pelo menos para mim, deveria ser a mulher de sua vida, não pode ver uma "gostosa", chegam a parecer esses homens imbecis.

Outra, uma amiga minha, vive colocando no orkut e msn declarações de amor para o "moziiiin" dela, que até um dia desses era outra pessoa. Tudo bem que o primeiro relacionamento da pessoa não deve ser necessariamente o último, eu mesma já estive apaixonada por outra, mas o que quero dizer é que não foi de um dia para o outro que o amor acabou (até porque se fosse realmente amor não teria acabado), e também não sai por ai ficando com todo mundo para "esquecer" outra pessoa, usando as pessoas como se fossem meros objetos para a minha satisfação imediata e nada mais.

Não consigo entender como podem ser tão imediatistas, tão desejo, tão carnal, onde as pessoas exageram o que sentem na tentativa de sentir alguma coisa real por qualquer um que também exagere seus "sentimentos" em busca da mesma coisa. Prazer, momentâneo e supérfluo.  Ou talvez eu seja diferente mesmo, por pensar que existe esse algo que todo mundo finge sentir por todo mundo, talvez todas as relações sejam mesmo, apenas tentativas das pessoas enganarem a si mesmas, os outros são enganados de bônus.

Acho que não existe esse amor puro que eu procuro e que tudo se resume a essas coisas passageiras mesmo...

1 comentários:

Flor de Azeviche 1 de novembro de 2009 14:17  

Eu também não entendo certas coisas da qual você citou aqui, mas acredito no amor =D

Beijoos

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário, volte sempre =D

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital