Tecnologia do Blogger.

Alimentação saudável: Minha vida X meu bolso


Fugindo um pouco do tema amor, estou tentando deixar o coração de lado um pouco, já tenho o deixado de lado em certos aspectos como: não me exercitar e comer qualquer porcaria que aparece, além é claro das Emoções fortes, vim falar de coisas mais palpáveis (e põe palpáveis nisso), como é o caso dos pneuzinhos que vem surgindo ultimamente, do segundo queixo que quer aparecer quando está escrito que cada ser humano ou não deve ter apenas um. Vim falar sobre um pouco abaixo do coração, ali entre o baço e o intestino? Nunca fui boa em anatomia...

Alimentação saudável!!!! Vi hoje de manhã enquanto engolia apenas um pão e café (pela falta de tempo e disposição para fazer algo melhor) uma reportagem sobre a obesidade nos bairros de classe baixa dos Estados Unidos. Ok, e a seca no nordeste? e sobre a desnutrição? Não, mais importante é a obesidade nos Cafundós do Judas. Mas então... Mostrou os fast foods, a quantidade de calorias ingeridas e todos os problemas enrolados em aroma artificial e gordura trans...

Como uma jovem de 21 anos (quase 22) tenho que cuidar da minha lata, senão fica toda amassada e não tem lanterneira que concerte. Tomei algumas decisões no início do período (tem que ser início de alguma coisa, pode ser o início do ano, do período ou somente da semana) como fazer algum esporte, parar de tomar coca-cola e passar a comer coisas mais saudáveis.

Pensei que tiraria de letra, afinal eu sempre quis praticar natação (aprender a nadar), eu amo coca-cola, mas teria que ter algum sacrifício real e faz mal de verdade e eu adoro saladas, frutas e todo tipo de coisas naturebas e vegetarianas (adoro carne e sempre adorarei, só pra constar, mas não é uma exclusividade).

Então, plano traçado, hora de por em prática. A natação como educação física era no horário do estágio, foi a primeira coisa que eu desisti. Não dá para tomar água com tudo, a coca-cola mata meu fígado e o suco mata meu bolso ¬¬. Sanduíches naturais são pequenos e caros, também não gosto dos outros, prefiro fazer minha própria comida, mas quando não tem jeito não dá pra optar pela mais saudável. Porque o que conta não é a quantidade de calorias, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, gorduras monoinsaturadas, gorduras poliinsaturadas, colesterol e etc. que um produto possui, mas a quantidade de valor monetário que vamos ter que nos desfazer.

Em último caso, há coisas saudáveis que podemos associar com esses alimentos não saudáveis, falta de exercícios e o exagero nos refrigerantes como: o bumbum vai ficar parecendo uma linda laranja, o rosto com um jeito de maracujá murcho, os dentes da cor de milho, uma cinturinha de melão, e outros exemplos que esqueci agora.

Alimentação saudável é mais dificil do que eu imaginava... Ou me mato aos poucos comendo essas porcarias, ou mato meu bolso depositando todo o meu salário em comida, ou morro de fome...

1 comentários:

Flor de Azeviche 17 de outubro de 2009 22:42  

Eu tento ser saldável rs. Fui vegetariana por mais de um ano, quase dois, para ser exata e por safadeza voltei a comer carne. Eu era muito mais feliz rs, ainda volto a ser como eu era. =D

Beijoos

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário, volte sempre =D

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital