Tecnologia do Blogger.

Que padrão é esse?

Estou farta das pessoas bipartizando tudo, existe essa palavra?? Cansada de ter que ser uma coisa ou outra e se eu tentar ser diferente estou errada. O maior exemplo disso é o meu modo de vestir. Caramba! Gosto de me vestir de todo jeito, gosto de jeans, de all star e camiseta e gosto de vestidinho florido costa nua, gosto de tomara que caia e gosto de blusa social com colete por cima, gosto do cabelo preso, solto, rabo de cavalo e coque. Não tenho essas frescuras. Gosto de coturno e de salto alto.

As pessoas têm uma ideia deturpada das coisas, veem como se tudo tivesse apenas dois lados e ou você é isso ou aquilo. Somos cercados de estereótipos e muitas vezes nem nos damos conta disso. No mundo gay por exemplo, eu sou uma espécime incomum. Só o fato de ser meio termo já causa grande confusão (nos outros) as pessoas que me veem nos ambientes gays que frequento, uma semana me veem como "menininho", na outra como "menininha" e não me entendem, não percebem que eu não quero ser o que os outros esperam e que eu me visto da forma que acho mais confortável, independente da minha orientação sexual.

Outra parte que me incomoda profundamente é o fato de que porque na maioria das vezes eu sou "feminina", pela lógica deturpada, heteronormativa que insistem em pregar, eu deveria querer ficar com "butches", mas eu prefiro meninas, como eu. Por que meus gostos devem ser ditados pela forma como eu me visto? Por que eu tenho que "parecer" gay? Como é que se parece alguém gay?  Será que a condição sexual determina a forma de agir das pessoas? Sinceramente não acho.

E na cama? Por que tem que haver ativos e passivos? O homem é o ativo e a mulher a passiva, nas relações homoafetivas tem que ter um homem e uma mulher também... Por quê? Por que estamos tão presos a esses fundamentos que tanto tentamos mudar na cabeça dos outros e deixamos passar despercebidos na nossa?

Por que todos os dias se dão ao luxo (pelo menos os assumidos) de dizer que são homossexuais se no íntimo estão apenas revivendo o mesmo padrão??

Claro que existem as pessoas que não se sentem bem de vestidinho (eu não gosto de saia), há as que não gostam de tênias, há quem não suporta ser tocada, há quem não queira tocar em outra mulher de forma alguma, mas... isso pra mim, são excessões... não deveria ser regra. Mulher que gosta de mulher feminina tem que ser butch e ativa ou mulher que gosta de mulher marculina tem que ser lady e passiva... Já evoluímos tanto desse ponto. Não entendo porque as pessoas ainda insistem em reafirmar essas besteiras.

Por isso eu visto do jeito que eu quiser, acho uma enorme perda de tempo ficar tentando reafirmar um padrão que se tenta combater a todo tempo. Como escapar do preconceito e dos estereótipos se nós é quem acabamos os alimentando??


M.D.
João Pessoa, 15/07/11

3 comentários:

Marina 1 de agosto de 2011 14:36  

Esses dias eu entrei numa profunda discussão com uma lésbica, pq, de acordo com ela, pelo fato de eu ser bi, tinha que escolher uma das duas coisas Oo

M.D. 4 de agosto de 2011 20:37  

Já pensei assim também, mas convenhamos que não é bem assim que funciona, só não acho certo a parte de que ser bi abre espaco para traicao... porque gosta dos dois.. pra mim pode gostar de quantos for mas ficar só com quem ama.


Agora o chato é ter que parecer determinada coisa, não precisa apenas ser, mas demonstrar... aí complica.

Sejamos apenas felizes.. =)

(problemas com o cedilha)

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário, volte sempre =D

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital